Roma

Roma é uma cidade com uma atmosfera única e mágica. Oferece aos seus visitantes uma riqueza arqueológica sem comparação, com seus monumentos e obras artísticas que não pertencem a um período específico. Ela é uma simbiose de monumentos antigos e modernos, com uma atmosfera de profunda emoção espiritual. A religião está presente em cada monumento, museu, galeria de arte, enfim, em seus vários tesouros de arquitetura que remontam a um passado longínquo. Visitar Roma é estar entre uma abundante riqueza arquitetônica e o caos de uma cidade moderna com seu trânsito caótico, a poluição, visitantes de vários países do mundo, o desgaste natural de seus monumentos e a tentativa de restaurá-los mantendo suas características naturais, o que demanda mão de obra especializada em restauração, aporte econômico, tempo e, principalmente, vontade política.

Vejam abaixo video em 3D  ( Requer a utilização de óculos especiais para perceber a imagem em 3D).

Roma precisa ser explorada pelo turista e isso pode ser facilmente feito a pé. Portanto, muna-se de um bom guia de viagem, montando seu trajeto de interesse, calce sapatos bem confortáveis, uma roupa adequada ao clima mediterrâneo, ou seja, se for visitá-la no verão (nos meses de junho a setembro), prepare-se, pois a temperatura pode atingir, facilmente, 38 graus centígrados, com algumas chuvas esparsas. Se a visita se der no inverno (dezembro a março), normalmente, ele é ameno, não muito frio, perto de 15 graus. Porém, no inverno de 2012, depois de quase 20 anos, tivemos neve em Roma (chegou perto de 30 cm de altura), o que foi uma festa para os turistas. Um espetáculo único. A estação da primavera (abril a junho) é marcada pela chuva e umidade, assim como o outono (setembro a novembro). Portanto, é sempre bom estar acompanhado de um bom guarda-chuva, que, aliás, são muito famosos os fabricados na Itália. Andando pelas ruas de Roma você sente que o povo romano tem um jeito despreocupado e moderno, mesmo estando diante de tantos templos antigos e medievais, como também religiosos. Os visitantes são extremamente bem aceitos pelos romanos, sempre buscando dar conforto aos turistas. Um detalhe interessante é que se você, quando estiver andando pelas ruas desta magnânima cidade, necessitar usar o toilette, há uma lei municipal que obriga qualquer estabelecimento a franquiar a entrada a seus banheiros, mesmo que o turista não venha a consumir. Há banheiros de todos os tipos, desde os bem higienizados, até os que não possuem papel, água, sabonete, e os que possuem um só banheiro, a ser usado tanto pelos homens como pelas mulheres. Outro detalhe é com relação aos passes de ônibus. Eles devem ser comprados nas tabacarias e, depois de utilizados, tem uma validade de 2 horas e poderão ser reutilizados em outros ônibus, basta conferir no verso dos bilhetes. Mas nunca tome um ônibus sem ter comprado e validado os bilhetes, pois há fiscais que, no trajeto, sobem no coletivo para verificar se os passageiros estão com os bilhetes validados. Quem não estiver, que se prepare. A multa é salgada, cerca de 40 euros por pessoa e pode ser paga na hora ao fiscal ou então será convertida em um auto de infração. Portanto, não vacile se for usar um coletivo.

Visitar o Fórum Romano é um passeio imperdível, assim como o Coliseu, a maior arena da antiga Roma. Mesmo tendo sofrido retiradas de suas pedras de mármore e revestimento travertino, para a construção e decoração de outros monumentos, sua arquitetura externa ainda pode ser admirada pelo que restou. À noite, o monumento fica todo iluminado, dando uma nova visão esplendorosa do local. O bilhete de entrada comprado para a visita ao Coliseu dá direito à visita ao Forum Imperiali. Esses monumentos foram vítimas de saqueadores ao longo de séculos, o que parece ser uma ironia do destino, pois foram erigidos exatamente para demonstrar poder e prestígio dos imperadores que os construíram, como Júlio César, Augusto, Vespasiano, Domiciano e Trajano. O centro do complexo é atravessado pela Via Sacra. A visita, portanto, deve ser orientada, para que não se perca no meio de colunas e pedras que estão pelo local. Há monitores que se oferecem como guia a grupos e os guias eletrônicos, os audioguias, tipo fones de ouvido, em várias línguas, que podem ser alugados na entrada. Se você for no verão, vá preparado, leve uma garrafinha de água, pois o calor é grande no complexo, que é todo aberto.

O que dizer da Piazza Venezia, monumento ao rei Vitor Emanuel II? É o coração de Roma, como modernidade. Um cruzamento movimentado, que te traz de volta ao presente, com o trânsito caótico comum às cidades modernas. Num canto da Praça situa-se uma estátua impressionante pela sua força expressiva: Madame Lucrécia, ao lado do Museu Histórico de Roma. Nessa praça, há o Museu ao Soldado desconhecido, donde de seu topo se pode apreciar toda a cidade. A visão é fantástica.

Outro local fantástico para ver e ser visto é a Piazza Navona, onde há uma maravilhosa concentração de gente bonita e cheia de vida. Aproveite o local para um descanso e tome um delicioso café ou experimente um dos maravilhosos gelati (sorvetes) da região. E, por falar em gelati, vá à Fontana di Trevi, cumpra o famoso ritual de jogar as moedas sobre os ombros e de costas: a primeira para voltar; a segunda para casar, e a terceira para voltar à Roma solteiro. Escolha. A opção é sua. O dinheiro acumulado no fundo da fontana é retirado uma vez por semana e fica para o município manter as condições da fonte. A visita pode ser feita até à noite e o policiamento garante a tranquilidade para os turistas. Não esqueça dos gelati. Há várias gelaterie na área.

Por fim, não há como conhecer Roma sem conhecer centenas de Igrejas que são verdadeiros monumentos de arte e de oração. Conhecer essas Igrejas é conhecer a possibilidade do ser humano alcançar o divino, através da arte. As maravilhas são incomensuráveis, notórias expressões da beleza.

Conheça o tão falado “estilo romano”. Aprecie, nesta sua passagem pela cidade eterna, a auto-estima de seu povo. A aparência para os romanos é fundamental, daí o esmero em seus trajes impecáveis, seus óculos, sapatos, bolsas, perfumes, chapéus, lenços e detalhes que tornam essa viagem inesquecível, sem contar a comida. Ah, os restaurantes….que inumeráveis opções! Seus vinhos, pães, massas, frios, queijos e doces. Divirta-se e prepare seu coração para se apaixonar e querer voltar sempre. Afinal, Roma é a cidade eterna!

 

2 Responses to Roma

  1. Norberto says:

    Pois eh, Roma, Paris… e Canela e Gramado?
    Estamos esperando a reportagem. Grande abraco.

    • reviporg says:

      Em breve publicaremos matéria relativa a Canela e Gramado, pois são memoráveis cidades brasileiras.
      Fazendo dicas e sugestões de passeio.
      Com elevada estima e consideração.
      RevistaSP

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*